Movimento de Transição

O Movimento de Transição surgiu dos movimentos ambientais e sociais fundado (em parte) sobre os princípios da permacultura. O conceito de Transição foi criado na Irlanda por Louise Rooney e Catherine Dunne e popularizado nos anos de 2005 e 2006 pelo ambientalista e professor Rob Hopkins, juntamente com Naresh Giangrande, com a criação da Cidade de Tansição em Totnes (Inglaterra). O objectivo deste movimento (Transition Network) é transformar as comunidades em modelos sustentáveis, menos dependentes de recursos externos, como o petróleo, e mais ligadas à natureza e mais resilientes a crises externas, tanto económicas como ambientais.

Este movimento parece ter um comportamento contagiante havendo iniciativas de Transição por todo o mundo, inclusive em Portugal. Neste momento, em algumas Universidades de todo o mundo assiste-se à criação de grupos que iniciam a germinação deste conceito e movimento dentro das suas Faculdades. Será a FCUL uma das faculdades pioneiras a abraçar este movimento de Transição?

Actualmente, existem já muitas comunidades que estão a adoptar o modelo de Transição. 


Para informações detalhadas sobre o Movimento de Transição, recomendamos-te este link: 


Rede de Transição em Portugal